14 de Novembro de 2017

14 de Novembro - Dia Mundial do Diabetes: A Odontologia e as doenças sistêmicas


       O Diabetes cresceu cerca de 60% nos últimos dez anos no Brasil, segundo pesquisa da  Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) e a doença é diagnosticada com incidência em pessoas mais velhas. Há dois tipos de Diabetes, l e ll, com diferentes manifestações e riscos. Hoje, 14 de novembro, é o Dia Mundial do Diabetes, com isso, vamos abordar o assunto e a atuação da Odontologia no seu combate e prevenção. 

Algumas patologias odontológicas podem ser desencadeadas em função do Diabetes. São alterações comumente encontradas em pacientes diabéticos descontrolados: doença periodontal e perimplantar, infecções fúngicas, abcessos e, inclusive o aumento de cáries dentárias têm sido relatado pela literatura. Ainda, a especialista em Ortodontia e Periodontia, Mariana Sudati, afirma que a saúde bucal tem influência direta sobre algumas doenças sistêmicas como a Diabetes. “Quadros infecto-inflamatórios bucais podem tornar o controle da glicemia mais difícil, muito importante que o paciente portador de diabetes esteja com a saúde bucal em dia”, comenta. 

       É necessário que o cirurgião-dentista, em seu papel como profissional da saúde, também esteja atento aos sinais de pacientes diabéticos. Testes como, por exemplo, glicemia de jejum e hemoglobina glicada podem ser solicitados quando houver suspeita. Alteração no hálito, queilite angular, ressecamento, fissura da mucosa oral, ardência bucal, diminuição do fluxo salivar, dificuldade de cicatrização, são sinais e sintomas que o diabético pode apresentar, segundo a doutora. Esse quadro, pode prejudicar o tratamento odontológico. 

       Para Mariana, exames séricos devem ser solicitados pelo Cirurgião-Dentista sempre que for necessário elucidar distúrbios que possam interferir diretamente na área de atuação odontológica. O diabetes pode acelerar algumas doenças e prejudicar o reparo cicatricial. Alguns procedimentos podem ser contraindicados ou adiados em casos de Diabetes não controlado, como por exemplo, tratamentos cirúrgicos eletivos. Neste caso, estes devem esperar a obtenção de um quadro clínico mais equilibrado do diabetes para sua realização. Ainda, outros tratamentos dentários que necessitem de intervenção imediata podem não ter sucesso esperado nos casos descompensados. Por isso, é importante manter-se a par da saúde integral de seu paciente e os medicamentos usados por ele. 

      Para informações e artigos sobre Diabetes, acesse o portal oficial do Dia Mundial do Diabetes